quinta-feira, 21 de abril de 2011

se a vida não nos dá manteiga, dá azeite!



Quinta feira, 9h30 da manhã: Os canalizadores (duvidosos ao princípio) tocam à campainha para virem arranjar os canos da cozinha. Conclusão: acabam a arranjar os canos da cozinha sim, mas não sem antes me desmontarem os móveis todos, e furarem a parede com um berbequim (não sei para quê) e acabarem com a minha concentração durante o resto da manhã. Resultado final: canos arranjados, mas móveis ainda fora do sítio, porque ainda faltam mais alguns arranjos, e um sem número de coisas para arrumar não sei bem onde porque não podem ficar espalhadas na cozinha.
Depois de uma tarde nas limpezas e arrumações e de ter regressado à saga da tese, tive uma súbita vontade de ir fazer doces. E qual é a melhor receita doce que se pode fazer quando está cá a Irina, a minha super provadora oficial? A resposta é óbvia: cookies!
Mas depois fui consultar os ingredientes que dispunha na dispensa e no frigorífico e só tinha um pedacinho minúsculo de manteiga e nada de pepitas de chocolate. E pensei eu, como é que se faz cookies sem manteiga, ou pelo menos só com um pedacinho que nem dava para fazer metade de qualquer receita. E então olhei para o galheteiro e imaginem só, usei azeite para substituir a manteiga que faltava. E o resultado foram umas cookies (não posso dizer que estavam bonitas) de chocolate que a Irina comeu e aprovou:)

Conclusão: mesmo quando a vida não nos dá manteiga suficiente para fazermos umas cookies, temos que procurar outras soluções que nos ajudem a ligar os ingredientes e fazer uma bela receita.



Confesso que ando a leste dos filmes, esta minha condição de isolamento voluntário devido à tese não me deixa sair de casa para ver filmes, por isso hoje não tenho nenhum para recomendar. Mas recomendo um livro que estou a ler (ainda consigo ter uns minutos para ler) e que estou a gostar bastante. Chama-se Uma promessa de amor do escritor Tiago Rebelo.
E como a Anouk é a minha diva da música favorita, então deixo uma musiquinha nova dela, Killer Bee. Vale a pena :)


(supostamente) Oreos
(receita retirada do site sabor intenso)

70gr de farinha
20g2 de cacau
1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio
1/4 colher de sobremesa de fermento em pó
1/4 colher de sobremesa de sal
80g de açúcar amarelo
70gr de manteiga (eu só tinha 40gr e o restante era azeite)
1 ovo


Num recipiente largo coloque a farinha, o cacau, o bicarbonato, o fermento, o sal e o açúcar, misture bem.
Acrescente a manteiga e o azeite e mexa.
Leve a mistura à batedeira eléctrica até obter um creme homogéneo.
Junte o ovo e bata novamente, até ficar bem misturado.
Faça bolinhas do mesmo tamanho com a ajuda de uma colher, acha-te levemente com as mãos húmidas e tente fazer as bolachas bem direitinhas e redondinhas (elas não crescem muito, nem em altura, nem em largura).
Coloque-as num tabuleiro com papel vegetal untado com manteiga e leve ao forno a 180º C por 10-15 minutos.

5 comentários:

  1. Os olhos também comem, mas o importante é o sabor. Para mim parecem-me muito bem!

    ResponderEliminar
  2. hhehehe que história... já me ri com isso... ;)
    pois ficaram uns belos cockies. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. foi uma verdadeira aventura, mas espero que a parte dos canalizadores se repita poucas vezes :P
    beijinhos e obrigada :)**

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    Passei para desejar uma Santa Páscoa, para ti e toda a tua familia.

    Beijos
    Maria José

    ResponderEliminar